Blog ProgramaThor

A plataforma de recrutamento para programadores pensada por programadores.


Freelancer: como começar em TI

Muitos programadores preferem seguir a carreira como freelancer. Se você possui horas sobrando e está buscando dinheiro extra, este pode ser o seu caminho. Neste artigo apresentaremos dicas de como iniciar a carreira freelancer na área de TI.

Portfólio

O primeiro passo é montar um portfólio com seus trabalhos. Antes entrar em contato, a empresa quer saber mais sobre você e seus trabalhos. Mas tome cuidado, portfólio não substitui o bom e velho currículo.

Nele é importante falar um pouco sobre você e exibir projetos recentes. Sejam eles um novo design ou uma pequena aplicação web.

Leia também: “Entrevista Front-end: como se destacar”

Primeiros clientes

Conseguir os primeiros clientes como freelancer pode ser difícil. Abaixo, deixaremos uma lista para tornar este caminhos menos tortuoso.

  • Social Media: utilize as redes sociais ao seu favor, seja ela, LinkedIn, Facebook, Twitter. Divulgue seu trabalho e diga que está disponível para novos projetos. Crie network e entre em grupos específicos de freelancer.
  • Amigos e família: sempre tem aquela pessoa mais próxima precisando de um trabalho como o seu. Talvez, esta seja a maneira mais fácil, já que possui mais proximidade com as pessoas.
  • Sem fins lucrativos: esta é uma grande maneira para desenvolvedores que não possuem experiência. Além de ganhar experiência a aumentar portfólio, você estará contribuindo com a comunidade.

Leiam também: “Projetos de programação: seu conhecimento em prática”

Estabeleça seus preços

A maioria dos freelancer luta constantemente com seus preços e taxas. É muito difícil dizer que você deve cobrar X ou Y, há muitas variáveis que precisam ser levadas em conta.

Uma boa maneira de calcular seu preço é seguindo estes passos:

  • Calcule o quanto você gostaria de ganhar por ano sendo freelancer
  • Acrescente quaisquer despesas. Por exemplo, custos mensais, taxas de transação, despesa de software e equipamentos e etc.
  • Divida esse número pelo número de horas que você irá trabalhar por ano.

Talvez mensurar anualmente seja uma dimensão muito ampla. Recomendo que comece fazendo cálculos mensais. É importante ressaltar que aumente seu preço conforme for realizando trabalhos e ganhando experiência.

Freelancer: como começar em TI

Encontra as melhores oportunidades no mercado de TI!

Conseguiu seu primeiro?

Ponto mais importante deste artigo. Não comece nenhum trabalho sem contrato assinado! Caso não tenha, recomendo que abra um PJ para montar um contrato sem problemas.

Há templates que a comunidade disponibiliza, mas, na maioria das vezes, vale a pena contratar um advogado no primeiro momento. Alguns freelancer trabalham com uma porcentagem do pagamento antecipada. Por exemplo, atingiu 50% do projeto, recebe 50% do valor acordado.

Leia também: “Como alavancar sua carreira de TI”

Erros comuns de freelancer

  • Saiba das suas limitações, não ofereça mais do que conseguirá produzir.
  • Seja realista sobre seu tempo. Se você acha que desenvolver uma funcionalidade pode demorar uma semana, dê um prazo de duas semanas. Pode acontecer qualquer coisa que não te permita dar continuidade no projeto.
  • Acompanhe suas despesas. Ser PJ é acompanhado de custos, é importante todo mês atualizar a planilha e ficar de olho no que precisa ser pago no final do mês. Temos um artigo no blog falando sobre tipos de contrato.

Conclusão

No começo, ser freelancer pode ser difícil. Mas tem seus pontos positivos, como por exemplo, trabalhar para mais de um cliente ao mesmo tempo, horário flexível e trabalhar de casa.

Espero que tenha gostado das dicas. Utilize o campo dos comentários para compartilhar dúvidas e feedbacks.

 

PROGRAMATHOR

 


Consiga um emprego!

Está buscando novas oportunidades como desenvolvedor?  Acesse a ProgramaThor, uma startup focada no recrutamento de desenvolvedores. Para se candidatar às vagas para programador e receber notificações em casos de matching, basta se cadastrar e completar seu perfil corretamente.

VAGAS PARA PROGRAMADORES

Este artigo é inspirado no texto da Dev.to

Compartilhar

Sobre o autor

Guilherme Luis
Guilherme Luis
Estudante de Administração de empresas, transformo ideias em palavras. Fascinado por marketing e criações.

3 Comments

  1. Vale colocar no portifólio do Github meus projetos desenvolvidos nos cursos, como por exemplo no Udemy ?

    • Ao meu ver, vale sim, Caique. Acredito que mais importante do que expor seus projetos no portfólio é saber explicá-los. Por exemplo, porque utilizou a função X ao invés da Y e assim vai.

      Espero ter ajudado 🙂

  2. Em ser realista em relação ao tempo, tive uma experiência desagradável no meu último projeto. Por querer ganhar o projeto acabei aceitando um prazo bem apertado. Durante o período do desenvolvimento perdi meu pai, após isso fiquei alguns dias sem foco e acabei me perdendo no projeto. Só pude entregar 16 dias após o prazo acordado e isso me gerou um transtorno imenso.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*