As fintechs são empresas financeiras que têm chamado a atenção. Afinal, elas geralmente oferecem taxas mais baratas e facilidade na aprovação do crédito.

Mas o que as fintechs oferecem exatamente? Existem as fintechs de crédito, de empréstimo online, cartão de crédito, financiamentos e mais. E claro, as empresas que oferecem não apenas uma, mas várias dessas soluções.

Logo, uma fintech pode ser a oportunidade que você, como consumidor, pode estar procurando para um crédito facilitado. Saiba tudo sobre o assunto a seguir!

O que são as fintechs?

As fintechs são empresas que oferecem serviços financeiros baseados 100% na tecnologia digital.

Ou seja, são empresas que oferecem cartões, empréstimos, financiamentos e vários outros, tudo de modo online. 

Além do atendimento das fintechs ser digital, o controle das finanças pelo usuário também é feito de modo online. Então, os clientes podem, por exemplo, acompanhar a movimentação de sua conta ou gastos no cartão por meio de um app para smartphone.

Quais as áreas de atuação?

As fintechs atuam em diferentes áreas financeiras. Por isso, seja qual for o serviço financeiro que você procura, você deve encontrar algumas opções de empresas para lhe atender.

Hoje, as fintechs somam aproximadamente 5,5 mil empresas no mundo. Mas, com o tempo, seu número vem crescendo. Por isso, é cada vez mais simples encontrar uma solução válida no Brasil.

Bancos digitais

As fintechs que trabalham como banco digital não são propriamente bancos, pois não são registradas como banco.

Mesmo assim, elas são confiáveis e podem oferecer os mais variados atendimentos ao usuário. Como uma conta digital, cartão de débito e crédito, saques e outros.

Fintechs de investimento

As fintechs de investimento são corretoras de valores. Elas têm como objetivo orientar e ajudar os consumidores a realizarem investimentos. Ou seja, a compra e venda de ativos financeiros.

As fintechs oferecem serviços financeiros pelo meio digital, e o usuário consegue acompanhar tudo também de modo digital.

Cupom e cashback

Outra área de atuação das fintechs é a de cupons e cashback. Nesse caso, a empresa trabalha oferecendo cupons de desconto ao consumidor, em parceria com empresas de serviços e lojas parceiras.

Dessa forma, o usuário consegue fazer suas compras por um preço mais em conta.

No caso do cashback, o consumidor recebe de volta parte do dinheiro que gasta comprando. A fintech é responsável por fazer essa movimentação financeira.

Plataformas de pagamento

Também existem fintechs especialistas em pagamento. Ou que trabalham com pagamentos, além de outros serviços.

Nesse caso, as empresas oferecem, por exemplo, cartões de crédito ou máquinas de cartão. Então, são soluções voltadas tanto para o consumidor, quanto para empresas que querem vender para usuários de cartão.

Crowdfunding

Crowdfunding significa financiamento coletivo e algumas fintechs trabalham com esse tipo de serviço.

Essas empresas funcionam como plataformas para a aquisição dos fundos necessários.

Fintechs de empréstimo

Os empréstimos e financiamentos são outras áreas em que as fintechs atuam. Normalmente, essas empresas cobram juros menores dos consumidores, e isso é algo que atrai a atenção dos usuários.

Fintechs de Bitcoins

Os Bitcoins são moedas digitais e estão cada vez mais comuns, especialmente para investidores. Assim, há fintechs que trabalham com esse tipo de ativo, oferecendo consultoria nesse tipo de mercado.

Controle financeiro

Também existem fintechs que trabalham com o controle e organização financeira dos usuários. Para isso, elas oferecem ferramentas como apps para registro e controle de despesas.

Fintechs de empréstimo e serviços financeiros 

As fintechs de empréstimo, financiamentos e serviços financeiros são as mais comuns no mercado hoje. 

Com elas, os usuários encontram oportunidades de crédito geralmente mais baratas do que as de bancos comuns. Afinal, as taxas e juros cobrados pelas fintechs costumam ser menores.

Além disso, esse tipo de empresa geralmente é menos exigente na análise de crédito do consumidor. Então, são opções procuradas inclusive por quem tem score baixo ou está com nome negativado.

Os empréstimos oferecidos pelas fintechs são dos mais variados tipos. Há, por exemplo, as empresas que oferecem empréstimo consignado, empréstimo pessoal ou com garantia. Os empréstimos com garantia podem ser, por exemplo, com garantia de imóvel.

Muitas vezes, as empresas também oferecem empréstimos sem comprovação de renda. São opções que, novamente, facilitam o acesso a crédito por usuários com histórico de inadimplência, por exemplo. Ou ainda, por quem não tem renda mensal fixa.

As opções para financiamento são igualmente variadas, assim como as de crédito. O refinanciamento também é oferecido por várias fintechs, com opções como o refinanciamento de veículo.

No caso dos cartões de crédito, não costuma haver exigência de renda mínima para liberação do plástico ao consumidor.

Nós, do Juros Baixos, intermediamos diversas soluções financeiras online para seu dia a dia. Como as que citamos a pouco. Faça sua cotação de crédito!

Qual a diferença entre banco e fintech?

A principal diferença entre um banco e uma fintech é que uma fintech não tem agências físicas. Seu funcionamento e atendimento ao consumidor é 100% digital, com soluções que usam da tecnologia online. 

Os bancos podem também usar essas tecnologias, mas também têm agências físicas.

Além disso, um banco é registrado junto ao Banco Central do Brasil como uma instituição financeira. Enquanto isso, as fintechs não contam com esse registro específico, pois não são bancos.

É confiável?

As fintechs são, sim, empresas confiáveis. É por isso que elas estão cada vez mais populares e comuns em todo o mundo.

No entanto, é necessário saber escolher a empresa com a qual você vai se relacionar. Não é porque o negócio é uma fintech, que ela é 100% de confiança.

Então, como saber com qual empresa fazer negócios? Simples: antes de aderir a um empréstimo, cartão ou outro, pesquise sobre a fintech.

Assim, você poderá verificar o que a mídia e os próprios consumidores falam da empresa. Se encontrar muitas reclamações ou críticas, pode ser melhor pesquisar por outra fintech.

Avalie, inclusive, a eficácia do atendimento da fintech. Como seu contato será online, é importante que a plataforma da empresa seja rápida e tenha respostas claras.

Vale a pena ainda considerar as taxas cobradas pela fintech. Compare-as com as de outras empresas, para ter a certeza de que você vai fazer o melhor negócio.

Consiga um emprego!

Está procurando por uma oportunidade de trabalho como desenvolvedor? Você pode encontrar seu próximo emprego aqui na ProgramaThor, uma plataforma focada em vagas para desenvolvedores. Basta se cadastrar e completar seu perfil para começar a se candidatar às vagas que mais combinam com você! Veja nossas vagas.

Compartilhar